Reportagens
Linguística

Formalismo X Funcionalismo, dois lados da mesma moeda


Estudos em linguística têm sido cada vez mais presentes na mesa dos teóricos em busca do melhor paradigma para entender a língua, mas isso parece não ser tão fácil assim


Por Edmilson José de Sá

Na busca da melhor perspectiva de se trabalhar a língua, algumas dúvidas têm vindo à tona, como, por exemplo, em relação à aquisição da linguagem, cuja reflexão conceitual paira entre o behaviorismo e o inatismo.

Outro impasse surgiu com a dicotomia formalismo e funcionalismo, pois ora os estudiosos tentam escolher entre as duas vertentes, ora tentam interpretá-las unificadamente. Diante dessa preocupação, é mais conveniente conhecer cada um dos paradigmas de modo separado e, a posteriori, entender o porquê das críticas entre os seus seguidores.


A LÍNGUA COMO SISTEMA AUTÔNOMO
A ideia da língua como sistema autônomo surgiu particularmente com a teoria gerativista, conhecida como gerativismo, ou ainda gramática gerativa, constituindo-se de uma corrente de estudos linguísticos iniciados nos Estados Unidos, no final da década de 50. Essa teoria surgiu como uma maneira de valorizar o aspecto formal da língua, o que a levou a ser considerada como teoria formalista.

A visão da língua, nessa perspectiva, foi idealizada pelo linguista Noam Chomsky, professor do Instituto de Tecnologia de Massachussets, o MIT. A literatura vê o ano de 1957 como o momento de surgimento do gerativismo, uma vez que, nesse ano, Chomsky publicou seu primeiro livro, Estruturas Sintáticas.


Nikolaj Trubetzkoy
Nikolaj Sergeyevich Trubetzkoy tinha título de Príncipe da Lituânia. O linguista e historiador russo ajudou a formar o núcleo da Escola de Praga de Linguística Estrutural. A ele é atribuída a fundação da morfofonologia. Sua contribuição para a área de fonologia é particularmente por suas análises dos sistemas fonológicos de línguas individuais e pela busca de um sistema geral e universal de leis fonéticas. Sua obra principal, Princípios da Fonologia, foi publicada postumamente.

Contudo, pode-se dizer que essa corrente de estudos de linguagem passou por diversas alterações e reformulações, refletidas na inquietação dos pesquisadores em organizar um modelo teórico formal baseado em ensinamentos matemáticos, apto a delinear e esclarecer o conceito e o funcionamento da linguagem humana de modo abstrato. O próprio Noam Chomsky preconiza que uma das razões para estudar a linguagem (exatamente a razão gerativista) - e para ele, pessoalmente, a mais premente delas - é a possibilidade instigante de ver a linguagem como um "espelho do espírito", como diz a expressão tradicional. Com isto, ele não queria apenas dizer que os conceitos expressados e as distinções desenvolvidas no uso normal da linguagem nos revelam os modelos do pensamento e o universo do "senso comum" construídos pela mente humana.

Mais instigante ainda, pelo menos para ele, é a possibilidade de descobrir, através do estudo da linguagem, princípios abstratos que governam sua estrutura e uso, princípios que são universais por necessidade biológica e não por simples acidente histórico, e que decorrem de características mentais da espécie humana.


É instigante a possibilidade de descobrir, através do estudo da linguagem, princípios abstratos que governam sua estrutura e uso, universais por necessidade biológica e não acidente histórico


Antes da hipótese da Gramática Universal (GU) gerativa, enquanto conjunto das propriedades gramaticais comuns repartidas por todas as línguas naturais, assim como as diferenças que elas compartilham, a competência fonológica internalizada pelos falantes era o objeto de estudo de Noam Chomsky & Morris Halle sobre os modelos sonoros da língua inglesa publicados em seu livro no final dos anos sessenta.

Nessa perspectiva, as representações fonológicas atuavam como sequências lineares de segmentos e de junturas; um inventário dos níveis de representação e uma caracterização de cada um dos níveis; reconhece-se um nível abstrato (forma pura) contendo uma informação fonológica e morfológica e um nível sintático. Ao componente fonológico cabia a tarefa de atribuir uma interpretação fonética às descrições dos enunciados produzidas pelo componente sintático.

A LÍNGUA INSERIDA NUMA INTERAÇÃO SOCIAL
Já se tornou senso comum afirmar que o Estruturalismo capitaneou as correntes linguísticas subsequentes. Assim, seu principal teórico, Ferdinand de Saussure, pode ser considerado com o inspirador das demais correntes.

Assim, passou-se a ter como foco a função que os elementos linguísticos exerciam no sistema, sendo um grande avanço da linguística moderna.

Foi, então, proveniente do Estruturalismo que surgiu uma nova proposta de estudo. Tal proposta apregoa que as línguas não podem ser analisadas apenas como estruturas autônomas, separadas de seu uso, já que elas existem para estabelecer o diálogo, produto da comunicação entre falantes e ouvintes.

 

A base do Funcionalismo foi a Escola de Praga e uma de suas preocupações foi justamente conceituar a fonologia enquanto ciência, diferenciando-a metodologicamente da fonética

 


PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>
 
 
Conhecimento Prático Língua Portuguesa :: 15/10/14
Estilística e a evolução escrita
Conhecimento Prático Língua Portuguesa :: 15/10/14
Língua e cultura
Conhecimento Prático Língua Portuguesa :: 15/10/14
Classes de palavras

Conhecimento Prático Filosofia :: Reportagens :: Edição 44 - 2013
A falsa citação de Voltaire


Conhecimento Prático Filosofia :: Reportagens :: Edição 23 - 2010
Mito da Caverna:


Conhecimento Prático Filosofia :: Capa :: Edição 28 - 2011
Hannah Arendt, pensadora da política e da liberdade


Conhecimento Prático Filosofia :: Reportagens :: Edição 23 - 2010
O animal Político



Edição 49

Saiba antes de todos as novidades da revista




Capa
Reportagens
Etimologia
Gramática Tradicional
Ensino
Estante
Retratos

Assine
Anuncie
Expediente
Fale Conosco
Mande sua sugestão
Favoritos


Faça já a sua assinatura!
Conhecimento Prático Filosofia

Assine por 2 anos
12x de R$ 9,80
Assine!
Outras ofertas!
Conhecimento Prático Geografia

Assine por 2 anos
12x de R$
9,80
Assine!
Outras ofertas!
Conhecimento Língua Portuguesa

Assine por 2 anos
12x de R$
9,80
Assine!
Outras ofertas!
Conhecimento Prático Literatura

Assine por 2 anos
12x de R$
9,80
Assine!
Outras ofertas!

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS